Crosta láctea no adulto

O termo crosta láctea designa a dermatite seborreica no bebé. No adulto, não se denomina crosta láctea, mas sim dermatite seborreica.

Dermatite seborreica, uma patologia comum

A dermatite seborreica é uma patologia comum, que afeta 3% da população. É benigna, mas trata-se de uma doença crónica que progride em surtos. Não é grave, mas é desagradável e pode ter um impacto significativo na qualidade de vida.

No adulto, a dermatite seborreica afeta o couro cabeludo em 95% dos casos, levando a que, por vezes, seja referida como crosta láctea no adulto devido à semelhança das lesões com as dos bebés com crosta láctea. Ao contrário da crosta láctea nos bebés, que afeta sobretudo o cabelo, no adulto afeta também o rosto em dois terços dos casos.

As lesões desenvolvem-se nas áreas oleosas da pele, onde a produção de sebo é maior, como o couro cabeludo e o sulco entre o nariz e as maçãs do rosto, mas também nas sobrancelhas, no espaço entre elas e no tronco.

Causas da dermatite seborreica no adulto

A origem da dermatite seborreica permanece por esclarecer até hoje. No entanto, foram claramente identificados três fatores causais: hiperseborreia, ou seja, excesso de sebo na superfície da pele, proliferação de fungos do género Malassezia, naturalmente presentes na superfície da pele, e inflamação.
Este fungo origina as placas vermelhas ao desencadear uma resposta inflamatória específica que resulta em vermelhidão e na renovação acelerada das células do couro cabeludo e da pele, levando à formação de pequenas escamas brancas ou amareladas sobre a superfície da pele, por vezes incorretamente mencionada como crosta láctea no adulto.
Os surtos de dermatite seborreica podem ser desencadeados por muitos fatores, como stress, fadiga, consumo de álcool e tabaco, entre outros.

O seu tratamento é ainda hoje apenas sintomático, não havendo qualquer tratamento para curar a dermatite seborreica. Ainda assim, os tratamentos sintomáticos são muito eficazes e permitem aumentar o intervalo de tempo entre os surtos.