Os cuidados dermatológicos que melhoram o seu dia a dia

Qual é o melhor champô para usar na dermatite seborreica?

Em adultos e crianças com mais de 12 anos de idade, a dermatite seborreica no couro cabeludo é gerida com um champô de tratamento. Os champôs dermocosméticos serão sempre associados a tratamentos farmacológicos para reduzir o risco de eventuais recaídas. No entanto, em alguns casos, os produtos de dermocosmética isolados podem ser eficazes contra a dermatite seborreica. O seu médico decidirá tendo em conta a gravidade da sua doença e os sintomas manifestos.

Champôs medicinais e dermatite seborreica

De uma forma geral, o tratamento com champôs medicinais atua contra o fungo Malassezia impedindo a sua proliferação e proporcionando uma ação anti-inflamatória para aliviar os sintomas. Assim, estes champôs desempenham um papel importante no tratamento da dermatite seborreica.
  • Os champôs à base de cetoconazol(1,2,3), constituem o tratamento de primeira linha quando a dermatite seborreica afeta o couro cabeludo. São aplicados duas vezes por semana, durante duas a quatro semanas. O seu mecanismo de ação baseia-se nas suas propriedades antifúngicas e anti-inflamatórias. Por vezes, podem ocorrer efeitos adversos com este tratamento, felizmente muito raros, como irritação, prurido (ou comichão), eczema de contacto ou, muito raramente, alteração da cor do cabelo grisalho ou pintado.
  • Os champôs que contêm nitrato de miconazol(4) atuam da mesma maneira que os champôs à base de cetoconazol, tendo uma dosagem idêntica.
  • Os champôs à base de ciclopirox olamina(4,5) são aplicadas duas ou três vezes por semana durante quatro semanas. Têm uma ação antifúngica e anti-inflamatória. São tão eficazes como os que contêm cetoconazol.
  • Os champôs à base de sulfureto de selénio(6) atuam reduzindo a proliferação das células e, consequentemente, da caspa, mas também atuam contra a proliferação de fungos do género Malassezia. Comparativamente ao cetoconazol, o sulfureto de selénio parece ser ligeiramente menos eficaz e menos bem tolerado, tendo como principais efeitos secundários a irritação e a secura. É aplicado duas vezes por semana durante duas semanas e posteriormente uma vez por semana.

Champôs de tratamento dermocosméticos e dermatite seborreica

Há também imensos champôs de tratamento dermocosméticos disponíveis em farmácias. Para não se perder no meio de tantas gamas, é simples, o nome desses champôs é geralmente acompanhado pelas iniciais D.S., o que significa “para a dermatite seborreica”.

Estes champôs combinam a ação queratolítica, para eliminar as escamas, com a ação antifúngica, para impedir a proliferação de fungos do género Malassezia. Apresentam também um efeito anti-inflamatório para aliviar o couro cabeludo irritado, reduzir a vermelhidão e aliviar o prurido.

A frequência de utilização destes champôs para a dermatite seborreica é aproximadamente igual à dos champôs “medicinais”. São utilizados duas ou três vezes por semana e depois, assim que o estado da doença melhora, a sua aplicação deve ser mantida mas em intervalos maiores, com o objetivo de prolongar o seu efeito.

De um ponto de vista prático, é aconselhável aplicar estes champôs massajando suavemente o couro cabeludo e respeitando o tempo de aplicação indicado.

Algumas dicas simples para o dia a dia

A dermatite seborreica causa irritação do couro cabeludo. Se lavar o cabelo mais frequentemente do que as vezes indicadas para o seu champô de tratamento, é aconselhável alterná-lo com champôs mais suaves e calmantes nas lavagens adicionais. Não hesite em contactar o seu farmacêutico para aconselhamento.
Evite usar produtos para pentear o cabelo, como a laca ou o gel, de modo a prevenir qualquer risco de irritação do couro cabeludo.

(1) Faergemann J, Borgers M, et al. A new ketoconazole topical gel formulation in seborrhoeic dermatitis: An updated review of the mechanism. Expert Opin Pharmacother 2007;8:1365-71.
(2) Elewski BE, Abramovits W, et al. A novel foam formulation of ketoconazole 2% for the treatment of seborrheic dermatitis on multiple body regions. J Drugs Dermatol 2007;6:1001-8.
(3) Elewski B, Ling MR, et al. Efficacy and safety of a new once-daily topical ketoconazole 2% gel in the treatment of seborrheic dermatitis: A phase III trial. J Drugs Dermatol 2006;5:646-50.
(4) Subissi A, Monti D, et al. Ciclopirox: Recent non- clinical and clinical data relevant to its use as a topical antimycotic agent. Drugs 2010;70:2133-52.
(5) Ratnavel RC, Squire RA, et al. Clinical efficacies of shampoos containing ciclopirox olamine (1.5%) and ketoconazole (2%) in the treatment of seborrhoeic dermatitis. J Dermatolog Treat 2007;18:88-96.
(6) Danby FW, Maddin WS, et al. A randomized, double-blind, placebo-controlled trial of ketoconazole 2% shampoo versus selenium sulfide 2.5% shampoo in the treatment of moderate to severe dandruff. J Am Acad Dermatol 1993;29:1008-12.

Nossas rotinas de cuidado

 
A minha rotina anti-vermelhidão e descamação para rosto e corpo (DS)

Ação calmante na pele irritada com prurido

Teste esta rotina A minha rotina anti-vermelhidão e descamação para rosto e corpo (DS) > Ver a minha rotina

 
A minha rotina anticaspa DS

Ação em placas de caspa oleosa com vermelhidão e prurido

Teste esta rotina A minha rotina anticaspa DS > Ver a minha rotina
Ver todas as rotinas de cuidados