Os cuidados dermatológicos que melhoram o seu dia a dia

Zonas afetadas por eczema

O eczema pode surgir em quaisquer zonas do corpo. Pedir a uma criança que faça um exercício de colorir pode revelar-se útil: numa folha de papel, peça-lhe que desenhe uma pessoa virada de frente e depois de costas e depois pinte todas as zonas do corpo onde ela própria tem eczema. Essa “peça de arte” pode servir de ponto de partida para conversar com a criança sobre o que a incomoda na doença, por exemplo.

No casos de eczema de contacto, as zonas afetadas correspondem simplesmente aos locais que foram expostos à substância alergénica. No entanto, nos casos de eczema atópico, as zonas afetadas dependem principalmente da idade do doente e, portanto, variam ao longo do tempo.

Eczema nas pernas

Vamos começar da base. O eczema pode afetar as pernas, em particular à volta do tornozelo e na dobra atrás do joelho (também conhecida como fossa poplítea). No bebé, as coxas são também habitualmente afetadas.

Eczema na zona abdominal (+ umbigo)

Um pouco mais acima encontramos a zona abdominal. O eczema pode afetar toda a zona abdominal, especialmente no bebé, ou uma zona mais localizada, como o umbigo nos casos de eczema de contacto ou de alergia ao níquel.

Eczema nos braços

Nas partes laterais do corpo temos os braços, também suscetíveis a eczema. As pregas do punho e cotovelo são frequentemente afetadas em crianças mais velhas e adultos, enquanto as zonas da parte externa dos braços e ombros são mais provavelmente afetadas em bebés.

Eczema da mão (eczema crónico da mão)

O eczema da mão é um verdadeiro problema e pode ser fonte de grande dor e sofrimento. As mãos estão envolvidas na maioria dos nossos movimentos e ações, pelo que este tipo de eczema se torna particularmente visível para os outros. As mãos estão muitas vezes expostas a substâncias irritantes ou agentes alergénicos que provocam eczema e que são frequentemente difíceis de evitar

Eczema no pescoço e nuca

O pescoço é uma zona frequentemente afetada por eczema, tanto em casos de eczema atópico como também de eczema de contacto devido, por exemplo, ao uso de bijuterias.

Eczema no rosto e orelhas

O rosto não é imune ao eczema. As maçãs do rosto de um bebé afetado por eczema ficam cobertas de placas vermelhas. Nas crianças mais velhas, os lábios e o contorno da boca podem apresentar-se muito secos, com fissuras e extremamente dolorosos. As orelhas também podem ser afetadas, particularmente na prega atrás da orelha ou no lóbulo da orelha.

Eczema no olho (eczema palpebral)

No caso de eczema palpebral, as pálpebras podem ficar inchadas e muito vermelhas. O doente não consegue deixar de esfregar os olhos, o que apenas agrava a inflamação destas pequenas zona de pele. Pode ser mesmo muito difícil lidar com os olhares das outras pessoas.

Eczema no couro cabeludo

Sem surpresas, o couro cabeludo também pode ser afetado por eczema. O prurido que desencadeia é frequentemente muito intenso, a pessoa coça-se, muitas vezes sem ter se aperceber de que o está a fazer, pois o couro cabeludo está parcialmente ocultado pelo cabelo. As crostas podem desestruturar-se rapidamente quando a pessoa se coça, formando uma espécie de caspa. Em determinados casos, as lesões são tão arranhadas que podem começar a sangrar.

Pontos a reter

Independentemente da zona afetada por eczema, os sintomas são sempre os mesmos: placas vermelhas e ásperas, pele com prurido. Algumas placas são mais visíveis do que outras, particularmente quando surgem no rosto, nas pálpebras, no pescoço e nas mãos. Outras placas podem encontrar-se escondidas, mas isso não impede o doente de as coçar, mesmo por cima da roupa.

Independentemente da zona afetada por eczema, o impacto sobre a qualidade de vida não deve ser desvalorizado simplesmente porque a área da superfície afetada é pequena ou fica escondida por baixo da roupa. Cada pessoa expressa sentimentos diferentes em relação ao eczema.

Independentemente da zona afetada por eczema, será sempre tratada da mesma maneira: com corticosteroides tópicos para a inflamação e emolientes para hidratar, reparar e proteger a pele. No entanto, poderá ser necessário ajustar o tratamento, particularmente em termos da dose dos corticosteroides tópicos e das texturas dos diversos produtos prescritos. Antes de aplicar um creme numa nova zona do corpo, deverá consultar o seu médico ou farmacêutico. Importa referir que algumas pessoas com eczema no rosto e pescoço podem beneficiar de uma abordagem terapêutica ligeiramente diferente, usando imunossupressores tópicos em vez de corticosteroides tópicos. Contudo, os métodos de limpeza e cuidado da pele mantêm-se os mesmos.

Quando quase todo o corpo se encontra coberto por lesões de eczema, será necessário um tratamento personalizado para o eczema generalizado, podendo, em algumas ocasiões, envolver um período de hospitalização.