Os cuidados dermatológicos que melhoram o seu dia a dia

Quando deverá consultar um médico devido ao eczema do seu bebé?

Quando as primeiras manchas de eczema aparecem no corpo de um bebê, geralmente é pânico por parte dos pais! Aqui estão algumas dicas para ver mais claramente.

Não entrar em pânico

Quando as primeiras placas de eczema aparecem no corpo do bebé, é frequente que os pais entrem em pânico. Alguns questionam-se sobre o que é e receiam que possa ser alguma coisa grave; outros reconhecem as placas de eczema e começam a tentar descobrir o que as causou. Não sabem se devem esperar ou consultar um médico. Nesse momento, os pais podem sentir-se muito culpados, mesmo que estejam a dar o seu melhor!

A primeira recomendação será, obviamente, consultar um médico. Na maioria das vezes será o pediatra da criança ou o médico de família. Às vezes, os pais marcam logo uma consulta para um dermatologista. O médico diagnostica o eczema e tranquiliza os pais. Explica sucintamente o que é o eczema e como deve ser tratado. É prescrito um tratamento inicial que, normalmente, inclui dois tipos de cremes: um corticosteroide tópico para tratar as placas de eczema e um emoliente para combater a secura da pele.

Devemos consultar novamente se o bebê tiver uma recaída?

Se o bebé sofrer outro surto, que será quase sempre idêntico ao primeiro, os pais deverão ser capazes de reiniciar o tratamento inicialmente prescrito sem ser necessário marcar uma nova consulta médica. Os pais devem perceber que o eczema em crianças é uma doença crónica que se desenvolve em ciclos, alternando entre surtos de agravamento e períodos de remissão. Entre as consultas médicas, os pais podem elaborar um registo das datas dos surtos e do número de bisnagas usadas, podendo até utilizar para isso uma aplicação específica como o Dermocontrol®, para que o médico possa ter uma ideia daquilo que acontece em casa. Esses registos melhoram o acompanhamento médico e tornam os pais verdadeiros agentes do tratamento da doença do seu filho.

Contudo, se for observada qualquer alteração no aspeto das lesões, se estas persistirem apesar do tratamento implementado ou se o bebé apresentar sintomas gerais, como febre, os pais devem consultar o médico da criança, pois poderá tratar-se de um caso de eczema com superinfeção ou de outra doença da pele que requeira outros tratamentos.