Os cuidados dermatológicos que melhoram o seu dia a dia

Secura cutânea (xerose)

Um dos principais sintomas de eczema, e particularmente do eczema atópico, é a secura da pele. É também conhecida como xerose.

Sintomas e causas de pele seca (xerose)

A secura cutânea é o sintoma principal do eczema, mas não surge de imediato, geralmente demora entre 1 a 2 anos a manifestar-se. Ao contrário, nas crianças mais velhas, quando os surtos se tornam mais raros ou desaparecem por completo, a secura cutânea persiste e pode tornar-se o único sinal de eczema.

A secura da pele é causada por diversos problemas na barreira epidérmica, particularmente resultantes de deficiências de determinadas proteínas e lípidos. As células são muitas vezes representadas como tijolos, sendo que estas células se podem desorganizar quando o cimento entre os tijolos celulares é de fraca qualidade. Nesses casos, a água normalmente armazenada na pele evapora-se mais facilmente e a pele torna-se seca. Todos estes mecanismos resultam em desconforto, tensão e prurido na pele, que pode descamar e acabar por formar verdadeiras placas de eczema.

Quais são as soluções para lutar contra o ressecamento da pele?

Para tratar a pele seca há uma solução: hidratar continuamente! Os emolientes são ricos em água, substâncias oleosas, agentes humectantes (que retêm a água) e agentes oclusivos (que impedem a evaporação da água). Restauram a elasticidade e a suavidade da pele, recuperando temporariamente a sua função de barreira protetora, e aliviam a sensação de desconforto e tensão. Os emolientes são aplicados todos os dias na pele saudável, ou seja, exceto sobre as placas de eczema; como adjuvantes de corticosteroides tópicos são aplicados nas áreas afetadas por eczema, mas já completamente saradas. Importa também referir que os dispositivos médicos, como os cremes reparadores calmantes, demonstraram ser benéficos na aceleração do tratamento das placas e na prevenção do seu reaparecimento.

Situações que promovem pele seca

Alguns fatores potenciam a secura cutânea: especialmente o frio, o vento, a água do banho, a água da piscina ou os sabões. Em todas estas situações será necessário adequar o cuidado hidratante e nutrir a pele seca; seja aplicando o emoliente com maior frequência ou optando por um emoliente mais rico em substâncias oleosas, por exemplo um bálsamo, que será mais rico do que um creme.