Os cuidados dermatológicos que melhoram o seu dia a dia

Sintomas de um surto de eczema

Independentemente do tipo de eczema, da sua localização ou mesmo da idade da pessoa, os surtos de eczema manifestam-se geralmente da mesma forma. Saiba mais sobre os principais sintomas de um surto de eczema.

>Placas vermelhas (eritema, eczema com sensação de picada, eczema com sensação de ardor

O eczema é uma doença inflamatória que se caracteriza pela presença de placas vermelhas, por vezes inchadas, que não estão claramente definidas, ou seja, os apresentam contornos mal delimitados, como se uma criança tivesse pintado uma forma sem respeitar as linhas de limite. Estas placas estão associadas a sensação de calor e dor, assim como a formigueiro e prurido. A pele afetada por eczema torna-se particularmente desconfortável: com sensação de ardor, formigueiro e prurido.

Nos casos de eczema agudo, a pele fica frequentemente muito inflamada, podendo mesmo apresentar exsudação quando se rompem as pequenas vesículas que constituem as placas de eczema. No caso do eczema crónico, observa-se o contrário: a pele torna-se mais espessa e muito áspera ao toque.

Prurido

O prurido associado ao eczema é inevitável. Quando o doente se rende à comichão e não consegue controlá-la, irá inevitavelmente coçar as placas. Além disso, visualizamos sempre as pessoas com eczema a coçarem-se.

Todas as pessoas que sofrem de eczema têm prurido, incluindo os doentes mais novos: um bebé com eczema coça-se o melhor que é capaz, esfregando a pele contra os lençóis e contorcendo-se no berço. O sono das crianças e dos pais é muitas vezes perturbado.

Pele seca (xerose)

A secura cutânea observada nas pessoas com eczema é também conhecida como xerose. Esta secura é muitas vezes referida como o "parente pobre" do eczema. Trata-se de um sintoma muitas vezes subvalorizado e negligenciado. No entanto, a xerose causada por eczema origina um desconforto considerável. Provoca prurido e, embora não seja tão intenso como a comichão causada pelas placas de eczema, é suficiente para acionar o reflexo de coçar e resultar num surto de eczema na pele já tão seca e frágil. Por conseguinte, é essencial hidratar a pele diariamente, usando um creme hidratante adequado, com propriedades emolientes.

Pontos a reter

Há três sintomas principais num surto de eczema: placas vermelhas + prurido + pele seca. No entanto, esses sintomas variam em intensidade dependendo da pessoa. Por exemplo, um bebé com eczema que tenha apenas alguns meses de vida apresentará muitas vezes menos secura cutânea do que uma criança de 3-4 anos de idade. Além disso, os bebés apresentam frequentemente placas muito inflamadas, às vezes com exsudação, enquanto as crianças mais velhas e os adultos sofrem mais de eczema crónico, com placas mais espessas.

Há outros sintomas que podem estar relacionados com o eczema, mas não de uma forma sistemática: por exemplo, algumas crianças atópicas apresentam muitas vezes a zona específica por baixo dos olhos afetada por eczema; em caso de infeção secundária devido às lesões, estas crianças podem também apresentar febre ligeira. Do ponto de vista psicológico, independentemente da sua intensidade, um surto de eczema pode deixar a pessoa irritadiça e afetar o seu estado de espírito.

Estes sintomas ajudam os médicos a estabelecer o diagnóstico de eczema. No entanto, se a consulta ocorrer quando o doente está em período de remissão, poderá haver poucos, ou nenhuns, sinais visíveis de eczema! Para obter um visão completa e estabelecer um diagnóstico, é necessário questionar o doente, particularmente no que se refere à história clínica pessoal e familiar, e examinar cuidadosamente a sua pele.

Quando não são tratadas, as placas desaparecem espontaneamente sem formação de cicatrizes devido à ação dos mecanismos de regulação do sistema imunitário. Contudo, coçar as lesões e alguns fatores agravantes, como o frio, o vento, a transpiração, etc., podem originar inflamação e impedir que a pele sare por si própria. Coçar-se aumenta também o risco de infeção secundária e de formação de cicatrizes, afetando significativamente a qualidade de vida. Por conseguinte, é essencial tratar a pele com corticosteroides tópicos e emolientes. De uma forma geral, um surto de eczema tratado corretamente durará apenas alguns dias, no entanto, algumas placas podem demorar mais de uma semana a sarar, nomeadamente nos casos crónicos de eczema em que há espessamento da pele e que são mais difíceis de tratar. Quanto mais cedo se começa o tratamento, ou seja, logo que surgem as placas vermelhas e o prurido, mais rápido e eficaz será e, consequentemente, mais curto será o surto.

Uma solução para cada sintoma:
  • Para as placas vermelhas: Aplico um corticosteroide tópico para tratar a inflamação. Isto pode ser combinado com um dispositivo médico para acelerar o processo curativo;
  • Para a secura cutânea: Aplico um emoliente para suavizar e fortalecer a minha pele.
  • Para a pele com prurido: Uso um tratamento com aplicação de frio, para reduzir a necessidade de me coçar e prevenir o agravamento do surto.