Os cuidados dermatológicos que melhoram o seu dia a dia

As bioterapias para tratar a psoríase

As bioterapias revolucionaram o tratamento da psoríase.Surgiram há cerca de vinte anos e o seu desenvolvimento é constante: atualmente conta-se mais de uma dezena, e outros lançamentos estão previstos nos próximos anos.

O que são as bioterapias da psoríase?

São tratamentos inovadores e dispendiosos, administrados por via injetável e que se conservam no frigorífico. Trata-se essencialmente de anticorpos ditos monoclonais, que visam uma molécula da inflamação, por exemplo o TNF-alfa, o IL-23 ou o IL-17 mais recentemente. Diminuindo os níveis das moléculas responsáveis pela inflamação cutânea e/ou articular, esses medicamentos fazem diminuir a atividade da psoríase.  

Exatamente como eles funcionam?

As bioterapias da psoríase são destinadas às pessoas afetadas de psoríase cutânea e/ou articular em caso de insucesso, de contraindicação ou de intolerância aos outros tratamentos disponíveis para tratar a psoríase. O tratamento é iniciado em ambiente hospitalar e acompanhado de perto por um dermatologista ou um reumatologista, em função do tipo de psoríase. As injeções são feitas em geral ao domicílio, a cada semana, a cada duas semanas ou mesmo a cada mês segundo os protocolos. Aplicar-se a si mesmo uma injeção nem sempre é evidente, por isso o gesto pode ser praticado por uma pessoa próxima ou por um enfermeiro.  

 

Eficiência e efeitos colaterais

Eficiência espetacular

A eficácia das bioterapias na psoríase é muitas vezes espetacular, como se a doença tivesse desaparecido completa e definitivamente. Mas continua lá, é por isso que o tratamento é prosseguido durante vários anos, às vezes até a vida toda. Pode ser associado a tratamentos locais ou por via oral para uma maior eficácia. 

Efeitos colaterais relacionados às bioterapias

Como todos os medicamentos, as bioterapias não são isentas de efeitos secundários há um aumento do risco infeccioso devido a uma baixa das defesas imunitárias. Mas, nada de pânico! Algumas regras de bom senso, como lavar as mãos regularmente, de dar vacinar contra a gripe … permitem reduzir esse risco. Em caso de febre, contactar rapidamente um médico. 

Nossas rotinas de cuidado

 
A minha rotina P.S.O. anti-descamação do rosto e corpo

Ação sobre a vermelhidão em condição descamativa com placas

Teste esta rotina A minha rotina P.S.O. anti-descamação do rosto e corpo > Ver a minha rotina

 
A minha rotina anti-placas P.S.O. de rosto e corpo

Ação na pele com tendência a psoríase

Teste esta rotina A minha rotina anti-placas P.S.O. de rosto e corpo > Ver a minha rotina
Ver todas as rotinas de cuidados