Os cuidados dermatológicos que melhoram o seu dia a dia

A psoríase gutata

A psoríase em placas é a forma de psoríase mais conhecida e mais frequente, mas está longe de ser a única! Há várias psoríases que apresentam aspectos muito diferentes da psoríase em placas.

Como reconhecer a psoríase gutata

Deve-se saber que os diferentes tipos de psoríase podem acumular-se entre si, pois trata-se finalmente do mesmo mecanismo que se manifesta de várias formas.  

Como o seu nome indica, a psoríase gutata é marcada por lesões muito numerosas e muito pequenas, em geral de alguns milímetros e inferiores ao centímetro. A psoríase gutata afeta preferencialmente a criança, o adolescente e o jovem adulto. As lesões têm tendência a aparecer ao nível do tronco (tanto na frente, na barriga, quanto atrás, nas costas) e dos membros e às vezes no rosto. 

Fatores desencadeantes

Certas infecções bacterianas, nomeadamente aquelas que envolvem bactérias chamadas estreptococos, foram identificadas como possíveis fatores desencadeantes. De fato, numa grande maioria dos casos, os pacientes explicam ter tido uma doença infecciosa, como por exemplo uma angina, apenas poucos dias ou semanas antes da erupção cutânea. A crise de psoríase gutata é frequentemente única, em contrapartida, uma psoríase em placas pode surgir mais ou menos após o episódio de psoríase gutata.

Por outro lado, uma crise de psoríase gutata pode ocorrer num paciente adulto já afetado pela psoríase em placas. Certos adultos têm inclusive formas crónicas de psoríase gutata: a cada crise, as lesões apresentam sistematicamente o aspecto de pequenas gotas e não de grandes placas. 

Como tratar a psoríase gutata

O tratamento da psoríase gutata utiliza as mesmas classes medicamentosas que a psoríase em placas,  os cremes medicamentosos (cortisona, derivados da vitamina D), e até mesmo os tratamentos gerais e a fototerapia em caso de ineficácia dos tratamentos locais. Se a infecção na origem da crise continuar ativa, o tratamento da infecção pode ajudar a travar a crise de psoríase gutata. 

Nossas rotinas de cuidado

 
A minha rotina anticaspa P.S.O

Ação em placas de caspa seca com vermelhidão e prurido

Teste esta rotina A minha rotina anticaspa P.S.O > Ver a minha rotina

 
A minha rotina anti-películas P.S.O

Ação no couro cabeludo com tendência a psoríase

Teste esta rotina A minha rotina anti-películas P.S.O > Ver a minha rotina
Ver todas as rotinas de cuidados