Os cuidados dermatológicos que melhoram o seu dia a dia

É preciso tratar o tempo todo?

Quando se tem psoríase, há certos dias que são mais difíceis do que outros: farto dos tratamentos, farto dos cuidados! Então a pessoa pergunta-se: terei psoríase a vida toda? Ficarei finalmente tranquilo um dia?? Quando agir sobre a pele? Quando tratar a psoríase? Quando se tratar? Tratar-se reúne na realidade duas situações.

Tratar as placas da psoríase durante uma crise

Tratar-se = tratar as suas placas de psoríase em período de crise   

Em caso de crise, aplica-se o tratamento prescrito pelo dermatologista, geralmente aplicando cremes medicamentosos. Certos pacientes beneficiam de um tratamento de fundo à base de comprimidos ou de injeções, mas isso não impede de tratar localmente uma crise quando ela acontece. Os diferentes tratamentos da psoríase não permitem tratar a doença de forma completa e definitiva. São tratamentos puramente sintomáticos, que permitem combater as crises de psoríase sem solucionar as anomalias cutâneas e imunitárias ligadas à doença.


Além disso, a psoríase é uma doença crónica, mais precisamente uma alternância entre períodos de crise e períodos de remissão. Impossível de predizer com antecedência se uma crise vai se declarar em breve, se a doença vai nos deixar tranquilo alguns dias ou mesmo algumas semanas ou se, ao contrário, ela vai nos chatear por um tempo indeterminado… Tratar-se, é também permanecer atento a uma evolução da doença, a uma modificação do aspecto ou da localização das lesões, ao aparecimento de dores articulares, e consultar snecessário 



 

Cuidar da sua pele diariamente

É preciso se tratar o tempo todo não apenas para aliviar a crise em curso, mas igualmente para prevenir o risco de desenvolver uma próxima crise. Publicações científicas recentes mostram que existe uma inflamação infra clínica global na pele do paciente com psoríase. Em outras palavras, a pele sadia não é totalmente sadia e deve ser hidratada regularmente para espaçar as crises graças aos cremes/bálsamos/leites 

Os cremes com agentes queratorredutores têm um interesse durante as crises: tornar as placas menos espessasA sua utilização fora das crises poderia ser assimilada a um fator desencadeante de crises, pois eles poderiam simular o equivalente de um microtraumatismo 

Tratar-seé também limitaos fatores desencadeantes que puderam ser identificados durante crises anteriores: frio, stress, álcool…  
 

Nossas rotinas de cuidado

 
A minha rotina anticaspa P.S.O

Ação em placas de caspa seca com vermelhidão e prurido

Teste esta rotina A minha rotina anticaspa P.S.O > Ver a minha rotina

 
A minha rotina anti-películas P.S.O

Ação no couro cabeludo com tendência a psoríase

Teste esta rotina A minha rotina anti-películas P.S.O > Ver a minha rotina
Ver todas as rotinas de cuidados