Os cuidados dermatológicos que melhoram o seu dia a dia

As ideias preconcebidas sobre a queda de cabelo

A queda de cabelo no quotidiano pode provocar um profundo sofrimento psicoemocional em certos pacientes. Para além do olhar que se pode ter sobre si mesmo, um certo número de ideias preconcebidas agrava esta percepção. “Desembaraçamos” para você o certo do errado sobre a queda de cabelo. Os preconceitos sobre a queda de cabelo é o que não falta. Então, info ou intox? Fizemos uma lista para você das principais ideias preconcebidas sobre a queda de cabelo.

1- A queda de cabelo e o envelhecimento capilar estão ligados

ERRADO. A queda de cabelo não tem nada a ver com o envelhecimento. A prova: a alopécia androgenética, cuja forma mais corrente é a calvície, pode aparecer em qualquer idade, e às vezes muito jovem, em torno dos 20 anos, nomeadamente em certos pacientes masculinos.

2- A queda de cabelo é forçosamente hereditária

ERRADO. A alopécia androgenética é hereditária, mas não é o caso de todas as quedas de cabelo. O eflúvio telógeno agudo ou queda ocasional, não tem, por exemplo, nada a ver com o terreno genético.

3- As mamãs perdem seus cabelos após o parto

CERTO. As mudanças hormonais observadas durante o período pós-parto estão muitas vezes na origem do eflúvio telógeno agudo. Assim, estima-se que um terço das mulheres, ou mesmo a metade, apresentam uma queda de cabelo ocasional após um parto*.

4- O stress faz perder os cabelos

CERTO. O stress mais ou menos intenso pode estar na origem de um ambiente pro-oxidante e proinflamatório ao nível do folículo piloso, o que favorece a queda difusa dos cabelos.

5- A queda de cabelo é irreversível

ERRADO. Isso depende do tipo de queda. O eflúvio telógeno AGUDO é uma queda ocasional cuja evolução é sempre favorável a partir do momento em que o fator desencadeante foi identificado e eliminado. A queda crónica também pode ser corrigida. Em contrapartida, os cabelos perdidos durante uma alopécia androgenética, são definitivamente perdidos.

6- A calvície afeta em prioridade os homens

CERTO. A alopécia androgenética é uma queda de cabelo difusa crónica que se caracteriza por episódios de queda de cabelo que evoluem para uma miniaturização dos cabelos provocando uma diminuição da densidade capilar. Ela atinge 70 a 80% dos homens contra 29 a 42% das mulheres ao longo das suas vidas**.

7- Existem alimentos antiqueda?

ERRADO. Não existem alimentos antiqueda de cabelo propriamente ditos. Entretanto, uma alimentação equilibrada e rica em aminoácidos enxofrados (cisteína e metionina), em vitaminas B, C e E, em zinco e em ferro parece benéfica para o crescimento do cabelo.

* Fonte: Grover and khurana, 2013.

** Fonte: Blume-Peytavi e al., 2011; Norwood, 1975.

Nossas rotinas de cuidado

 
A minha rotina antiqueda de cabelo Mulher (menos de 6 meses)

Ação sobre a queda de cabelo ocasional (causas: stress, fadiga, pós-parto, mudança de estação….)

Teste esta rotina A minha rotina antiqueda de cabelo Mulher (menos de 6 meses) > Ver a minha rotina
Ver todas as rotinas de cuidados