Os cuidados dermatológicos que melhoram o seu dia a dia

Gravidez e queda de cabelo: tudo o que é preciso saber

As jovens mamãs são numerosas a se queixar de perder seus cabelos em punhados após o parto. Então, qual é a causa da queda de cabelo e como a tratar da forma mais eficaz possível? Nossas respostas. 

Queda de cabelo após o parto: como explicar?

A queda de cabelo após a gravidez é comum, é aquela qualificada de queda pós-parto. A não confundir com a queda de cabelo hormonal. Estima-se que um terço, ou mesmo a metade das mulheres apresentariam uma alopécia pós-parto*. As mudanças hormonais observadas durante o período pós-parto estão muitas vezes na origem daquilo que os profissionais de saúde chamam o eflúvio telógeno agudo (ou mais correntemente queda de cabelo ocasional ou reacional). Durante a gravidez, muitas das futuras mamãs constatam uma nítida melhora da qualidade de seus cabelos. Eles crescem melhor, ficam mais brilhantes e sedosos. Em causa? A taxa de estrogénios que aumenta. Depois do parto, essa taxa baixa com um impacto direto sobre a cabeleira: certas mulheres começam a perder seus cabelos em pequenos punhados.
 
Ao lado das variações hormonais, outros fatores podem agravar a queda de cabelo após o parto: nomeadamente a perda de peso, o stress e a fadiga consecutiva às noites curtas. E, mais raramente, acontece também que certas mulheres grávidas observem uma queda de cabelo durante a gravidez. Várias causas podem estar na origem do problema, como uma carência de ferro que é uma patologia corrente durante a gravidez.

Quais são as soluções para limitar a queda de cabelo pós-gravidez?

Após o parto, a queda brutal de hormonas estrogénicas provoca uma queda de cabelo que pode ser brutal. Existem soluções para estimular um crescimento mais rápido: os complementos alimentares à base de vitaminas e de minerais podem constituir uma solução para tratar das quedas de cabelo, associados a um champô formulado contra a queda dos cabelos e conselhos de cuidados apropriados. Convém, no entanto, explicar aos pacientes que o prazo para observar o início de um crescimento é de cerca de 6 meses e que o retorno ao estado inicial pode levar até 12 meses, ou mesmo 18 meses em certos casos.
 
Pense de qualquer forma em fazer o ponto com seu dermatologista sobre a boa utilização desses produtos em caso de queda de cabelo após o parto e durante a amamentação!

* Fonte: Grover and Khurana, 2013