A caspa

É um problema muito comum, pois cerca de 50% da população desenvolve caspa nos cabelos(1). Tem a aparência de acúmulos de células mortas ou de escamas, de coloração esbranquiçada e algumas mais, outras menos aderidas aos cabelos. É uma condição sem gravidade, benigna, mas que particularmente chama a atenção, e pode ser difícil de conviver com ela diariamente.

A finalidade desta informação temática é esclarecer as dúvidas que costumam surgir sobre a caspa: O quê é? Quais são suas causas? Como deve ser tratada? O que se pode fazer sobre esse problema? Quais hábitos devemos adotar no dia a dia?

O quê é a caspa?

A caspa é causada por uma renovação celular acelerada. As células da epiderme, o revestimento mais externo do couro cabeludo, multiplicam-se muito rapidamente e não há tempo para que as células mortas sejam eliminadas. Assim, elas vão se amontoando sobre a superfície do couro cabeludo e formam o que conhecemos como caspa.

A caspa pode aparecer em qualquer parte do corpo onde haja pelo. O mais comum é vermos caspa nos cabelos, mas também pode ocorrer na barba ou nas sobrancelhas.

Quais são as causas da caspa?

A caspa é produzida por múltiplas causas e fatores. Já foram identificados 3 fenômenos muito diferentes que nos possibilitam entender de onde vem a caspa.
  • Uma sensibilidade particular e individual do couro cabeludo que favorece o desenvolvimento de caspa em algumas pessoas.
  • Uma disfunção da secreção de sebo pelas glândulas sebáceas: ou por um excesso de produção, ou por uma quantidade muito pequena.
  • O desenvolvimento de leveduras do gênero Malassezia, que vivem naturalmente na superfície da pele. Quando ocorrem certas condições, especialmente na presença de sebo, as leveduras podem proliferar e provocar uma inflamação e a aceleração da renovação celular.
Além dos mecanismos que provocam seu desenvolvimento, há muitos outros fatores que podem disparar e manter una fase de surto de caspa, especialmente, o estresse, um estilo de vida pouco saudável, o uso de produtos inadequados, o uso de chapéus ou capacetes... Todos esses fatores, que nem sempre são fáceis de controlar, podem explicar porque a caspa volta a aparecer apesar de termos alguns tratamentos muito eficazes.

Diferentes tipos de caspa

Existem muitas soluções disponíveis nas farmácias para tratar a caspa. Para implementar o tratamento mais adequado, é importante compreender o quê é a caspa e identificar o tipo de caspa que afeta o couro cabeludo.
Podemos distinguir dois tipos de caspa nos cabelos: a caspa gordurosa e a caspa seca.

A caspa seca

A caspa seca se desenvolve no couro cabeludo seco. Quando o couro cabeludo está seco, ele fica desidratado e irritado. Como consequência, o couro cabeludo pode ficar com coceira, avermelhado e descamado, o que pode provocar o surgimento da caspa. A caspa seca é fácil de reconhecer. É pequena, branca, volátil e pode ser vista sobre a roupa, em forma de flocos.

A caspa gordurosa

A caspa gordurosa se desenvolve no couro cabeludo oleoso. O excesso de sebo na superfície favorece o desenvolvimento de leveduras do gênero Malassezia, que podem provocar inflamação e acelerar a renovação celular. A caspa gordurosa é maior, costuma causar coceira, adere aos cabelos e agrupa-se em forma de placas. Sua presença na roupa é menos comum do que no caso de caspa seca.

Quando se concentra muita caspa gordurosa e uma coceira intensa, é considerada caspa severa, também conhecida como seborreia ou dermatite seborreica do couro cabeludo. A dermatite seborreica é uma doença que afeta em média 3% da população e, na maior parte das vezes, pode aparecer na face(1). É caracterizada pela presença de escamas de coloração amarelada (devido ao excesso de sebo) e de placas avermelhadas. Essa patologia cutânea não é grave, mas é crónica, e exige consulta a um(a) dermatologista para implementar um tratamento adequado.

Como eliminar a caspa?

Existe todo um arsenal de cuidados e xampus disponíveis nas farmácias para eliminar a caspa. Os tratamentos são muito eficazes e ajudam no combate à caspa. Todavia, até hoje não há nenhum tratamento que cure a caspa para sempre. Por isso, ela pode voltar a aparecer periodicamente durante as fases de surto. Além disso, durante a fase de surto, os xampus de tratamento também podem ser utilizados durante a fase de manutenção, para manter os efeitos por um prazo maior, e evitar recaída. Portanto, é aconselhável adicionar o xampu em sua rotina de cuidados, durante a fase de manutenção.

Os xampus anticaspa

O uso de um xampu de tratamento é a maneira clássica de tratar a caspa dos cabelos. A escolha do xampu depende do tipo de caspa.
  • Os xampus para a caspa gordurosa agem sobre uma ou várias causas da caspa graças a um ingrediente ativo antifúngico, para combater a proliferação de leveduras, existe um ingrediente ativo queratolítico, que atua soltando e removendo as células mortas para eliminar a caspa, mas também há um ingrediente anti-inflamatório também, na maioria dos casos, para limitar a vermelhidão e a coceira, bem como um ingrediente ativo que permite absorver o excesso de sebo na superfície.
  • Os xampus para a caspa seca costumam exercer uma ação queratolítica, calmante, e, às vezes, também uma ação antifúngica para reduzir as leveduras da superfície, além de promoverem a necessária hidratação do al couro cabeludo seco e irritado.
Os xampus são usados em duas etapas:
  1.  Primeiramente, uma fase de ataque, cujo objetivo é tratar e reduzir a caspa. Esses xampus devem ser aplicados várias vezes por semana.
  2.  Em seguida, uma fase de manutenção, com a finalidade de evitar as recaídas precoces. Neste caso, a frequência de aplicação é menor, alternando-se com xampus suaves.
Em caso de dúvida, o melhor é consultar a seu(sua) médico(a) ou farmacêutico(a), que poderão ajudar a escolher o tratamento mais adequado.

Conviver com caspa no dia a dia

A convivência diária com a caspa pode afetar consideravelmente a qualidade de vida. A caspa pode parecer falta de higiene quando, na verdade, não há nenhuma relação entre higiene e caspa.

Pode chegar a ser motivo de preocupação constante e influir em sua escolha de roupas, em suas interações sociais, e na autoestima e, por tudo isso, é importante que seja tratada.

Não tenha nenhuma dúvida em falar com profissionais da saúde de suas relações; profissionais conseguirão nos aconselhar o quê fazer quando se tem caspa. Há muitos tratamentos e conselhos úteis para o dia a dia, sobre o tratamento da caspa.

(1) https://dermato-info.fr/, sociedade francesa de dermatologia