O que é a caspa?

A caspa afeta aproximadamente uma em duas pessoas (1). Embora seja totalmente benigna, é inestética e estigmatizante. Pode causar uma falsa impressão de desleixo e afeta as relações da pessoa com os outros. É normalmente resolvida usando um champô de tratamento, que permite eliminá-la. Infelizmente, não há cura para a caspa, por isso pode reaparecer em qualquer altura sob a influência de vários fatores.

Aglomerados compactos de células

Então, o que é a caspa? Caspa é a designação dada aos pequenos fragmentos de pele morta do couro cabeludo, também denominados escamas. A superfície do couro cabeludo é constituída por “células epidérmicas”, pelo que essas escamas são aglomerados compactos de células que se desprendem do couro cabeludo e se acumulam no cabelo e na roupa.

A caspa pode ter diversas causas. Foram identificados três fatores: sensibilidade do couro cabeludo, comprometimento da produção de sebo e proliferação de determinados microrganismos, como os do género Malassezia. Além destas causas, há inúmeros fatores externos que podem também provocar caspa, incluindo o uso de produtos inadequados, um estilo de vida pouco saudável, o stress, etc.

A caspa pode desenvolver-se em qualquer zona da pele coberta por pelos. A maioria dos casos de caspa ocorre no cabelo , na cabeça, mas pode também surgir nas sobrancelhas e na barba. A caspa que se forma no corpo e na pele denomina-se escamas.

Renovação celular acelerada

A causa exata da caspa é ainda tema de debate. Mas o processo envolvido está bem compreendido. É provocada por uma aceleração da renovação das células epidérmicas do couro cabeludo.

O couro cabeludo saudável liberta células mortas todos os dias, o equivalente a cerca de 4 kg por ano, sem que ninguém se aperceba. O ciclo celular, durante o qual as células atingem a maturidade, desprendem-se e são posteriormente eliminadas da epiderme, tem uma duração de 21 a 28 dias. Quando há caspa, o processo de renovação celular está acelerado. Em vez de se realizar durante 21 a 28 dias, ocorre em 5 a 14 dias(1). Deixa de haver tempo suficiente para eliminar gradualmente as células da epiderme. Os aglomerados compactos de células mortas acumulam-se e tornam-se então visíveis. É a isso que chamamos caspa.

(1) Byung In Ro and Thomas L. Dawsonw, The Role of Sebaceous Gland Activity and Scalp Microfloral Metabolism in the Etiology of Seborrheic Dermatitis and Dandruff. Department of Dermatology, College of Medicine, Chung Ang University, Seoul, Korea.

Diferentes tipos de caspa

Há dois tipos de caspa, diferenciados em função do aparecimento e da origem: caspa oleosa e caspa seca.

A caspa oleosa é provocada pelo aumento da produção de sebo no couro cabeludo. Isto resulta na proliferação de fungos Malassezia, que se alimentam de sebo. A aceleração da renovação celular origina então uma inflamação local, que pode causar prurido. A caspa oleosa apresenta-se em escamas de maiores dimensões, forma aglomerados, adere ao cabelo e pode ser acompanhada de prurido. Encontra-se geralmente na raiz do cabelo na forma de aglomerados espessos.

A caspa seca é provocada pela secura do couro cabeludo, que origina a descamação e a formação de caspa. A caspa seca é o tipo de caspa mais frequente. Apresenta-se em escamas de dimensões reduzidas, secas e brancas, que se desprendem muito facilmente e, por isso, se observam na roupa e nos ombros. É também denominada Pityriasis simplex, por outras palavras, é considerada um problema de caspa simples. O couro cabeludo muito seco pode originar prurido ligeiro.

Há também uma forma mais grave de caspa: a dermatite seborreica do couro cabeludo. Trata-se, de facto, de caspa oleosa, mas com sintomas mais graves, ou seja, apresenta grandes quantidades de caspa e inflamação do couro cabeludo, originando prurido intenso que pode tornar-se problemático no dia a dia. É uma patologia que necessita de consulta médica para estabelecimento de um plano terapêutico adequado.

Portanto, o tratamento e a gestão da caspa serão diferentes dependendo do tipo de caspa em causa. Peça conselho ao seu médico ou farmacêutico para encontrarem em conjunto o tratamento mais adequado para si.

Nossas rotinas de cuidado

 
A minha rotina anticaspa seca

Ação sobre a caspa não pegajosa: efeito "pó branco" sobre os ombros

Teste esta rotina A minha rotina anticaspa seca > Ver a minha rotina

 
A minha rotina anticaspa oleosa

Ação sobre caspa pegajosa e couro cabeludo oleoso

Teste esta rotina A minha rotina anticaspa oleosa > Ver a minha rotina
Ver todas as rotinas de cuidados