Que tratamento deve escolher para a caspa?

A caspa afeta uma em cada duas pessoas(1), por isso é muito frequente.
Pensa-se que é despoletada por três fatores distintos: uma disfunção na produção de sebo, que, por sua vez, causa a proliferação de um fungo presente na superfície do couro cabeludo e uma sensibilidade particular do couro cabeludo específica de cada pessoa. Há diversos tratamentos para eliminar a caspa. Mas primeiro deverá identificar o tipo de caspa para poder escolher a solução certa.

Porquê tratar a caspa?

É importante gerir e tratar a caspa. Se não for tratada, o estado do couro cabeludo poderá deteriorar-se, ficando mais irritado e originando ainda mais caspa. Felizmente, há atualmente muitos tratamentos disponíveis em farmácias para combater a caspa.

Para combater a caspa deverá escolher champôs que atuem sobre uma ou várias das suas causas. Champôs com uma ação antifúngica (para combater os fungos do género Malassezia) e uma ação queratolítica para remover as células mortas da superfície cutânea ou uma ação anti-inflamatória para acalmar o couro cabeludo.

Mas, antes da escolha do tratamento adequado, é importante identificar o tipo de caspa no cabelo. Pode ser seca, ou seja, fina, não aderente e leve, caindo facilmente na roupa; ou oleosa, sendo neste caso mais propensa a aderir ao cabelo e couro cabeludo e de maiores dimensões porque forma aglomerados. Há também uma forma mais grave de caspa, a dermatite ou dermatite seborreica , que se caracteriza pela presença de grandes quantidades de caspa, designadas por escamas, acompanhada de inflamação grave do couro cabeludo, vermelhidão e prurido intenso.

Alguns bons hábitos para combater a caspa

Além dos tratamentos da caspa, há alguns bons hábitos e dicas de higiene que podem ajudar a eliminar a caspa. Se tem cabelo oleoso, por exemplo, não precisa de o lavar todos os dias, pelo contrário, pois as lavagens demasiado frequentes podem torná-lo ainda mais oleoso. Em contrapartida, se tem couro cabeludo seco e costuma lavar o cabelo apenas uma vez por semana, precisará de implementar uma rotina de higiene mais rigorosa, mesmo que não pareça necessário.

Neste caso é aconselhável lavar o cabelo 2 ou 3 vezes por semana usando produtos adequados, formulados especificamente para o seu tipo de cabelo.

Algumas dicas para evitar que o cabelo fique oleoso:
  • Evite passar a mão constantemente pelo cabelo.
  • Alargue o boné, o chapéu ou a bandana e/ou use esse tipo de acessórios menos vezes para permitir que o cabelo respire.
  • Limpe o pente e a escova para remover resíduos de sebo.
  • Use gel e laca menos vezes.
  • Pode também optar por usar um champô seco para evitar lavar tantas vezes o cabelo e ainda assim sentir que está limpo.
E se tem o couro cabeludo seco, opte por champôs suaves e hidratantes.

Tratar a caspa

Atualmente há inúmeras soluções anticaspa disponíveis em farmácias.
Todos os champôs anticaspa atuam sobre as diferentes causas e alguns deles têm também uma ação específica no couro cabeludo. Há ainda tratamentos complementares, como as loções e as máscaras anticaspa .
A maioria dos tratamentos atuais tem eficácia comprovada; todos os tratamentos com ação contra os fungos do género Malassezia revelaram ser eficazes na resolução da caspa.

Portanto, os tratamentos funcionam bem, mas apenas se escolher o tratamento certo! Assim, é importante que consulte o seu médico ou farmacêutico. E, obviamente, os tratamentos só serão eficazes se forem utilizados de acordo com as instruções do produto e dos profissionais de saúde que lhos recomendaram.

Como lavar o cabelo "corretamente"?

É algo que fazemos várias vezes por semana, automaticamente, sem sequer pensar nisso. Mas estaremos a fazê-lo corretamente?
  • Lave o cabelo em vários passos:
  • Escove o cabelo antes de o lavar para remover os nós e emaranhados.
  • Depois de o molhar, deite o champô na mão antes de o aplicar no couro cabeludo.
  • Massaje o couro cabeludo com as pontas dos dedos para que os ingredientes ativos penetrem melhor.
  • Enxague cuidadosamente.
  • Aplique o champô uma segunda vez se tal for indicado nas instruções de utilização.
  • Enxague, esprema suavemente o excesso de água, em seguida seque o cabelo exercendo pressão com uma toalha, mas sem esfregar.

Um tratamento não é uma cura

Se forem utilizados corretamente, todo os tratamentos disponíveis eliminarão a caspa eficazmente – mas não conseguirão controlar todos os fatores responsáveis pela caspa. O stress é um bom exemplo! É por isso que a caspa tende a reaparecer. Assim, é importante perceber de que forma o tratamento atua para conseguir controlar rapidamente um surto de caspa.

(1) Byung In Ro and Thomas L. Dawsonw, The Role of Sebaceous Gland Activity and Scalp Microfloral Metabolism in the Etiology of Seborrheic Dermatitis and Dandruff. Department of Dermatology, College of Medicine, Chung Ang University, Seoul, Korea.

Nossas rotinas de cuidado

 
A minha rotina anticaspa seca

Ação sobre a caspa não pegajosa: efeito "pó branco" sobre os ombros

Teste esta rotina A minha rotina anticaspa seca > Ver a minha rotina

 
A minha rotina anticaspa oleosa

Ação sobre caspa pegajosa e couro cabeludo oleoso

Teste esta rotina A minha rotina anticaspa oleosa > Ver a minha rotina
Ver todas as rotinas de cuidados