Os cuidados dermatológicos que melhoram o seu dia a dia

Qual é o melhor tratamento para a dermatite seborreica?

Quando o seu médico lhe diagnosticar dermatite seborreica, escolherá o tratamento mais adequado para si tendo e conta a fase e a localização da doença. Os profissionais de saúde têm inúmeros tratamentos disponíveis, tanto tratamentos farmacológicos (que podem ser sujeitos a receita médica) como produtos de dermocosmética.

Como se deve tratar a dermatite seborreica, uma vez que se trata de uma doença crónica?

Há três objetivos no tratamento da dermatite seborreica
  • Reduzir a quantidade de fungos do género Malassezia presente na pele
  • Combater a inflamação
  • Combater a produção excessiva de sebo
Todos os tratamentos para a dermatite seborreica são muito eficazes sobre os sintomas, ou seja, durante os surtos. Contudo, até à data, não existe qualquer tratamento que consiga curar definitivamente a dermatite seborreica. É uma doença crónica e recorrente, com recaídas a ocorrer de forma quase sistemática. Os tratamentos têm, portanto, de ser usados repetidamente, sempre que necessário.

A natureza crónica da dermatite seborreica significa que os doentes têm de aprender a aceitar e a viver com a doença. Conhecer a doença, identificar os sintomas, compreender e cumprir o tratamento prescrito pelo médico não é fácil, mas é crucial para obter os melhores resultados possíveisHá várias alternativas disponíveis para tratar a dermatite seborreica. Quando um tratamento farmacológico é iniciado, é essencial que seja simultaneamente recomendado um produto dermocosmético para evitar eventuais recaídas precoces. Por vezes, esses produtos de dermocosmética podem ser suficientes por si só, dependendo da gravidade da doença e da sua localização.

Diversos tratamentos disponíveis

Há vários tratamentos para a dermatite seborreica. A escolha da terapêutica é determinada pela localização dos sintomas e pela gravidade da doença:

Quais são os melhores medicamentos para a dermatite seborreica?

Há várias famílias distintas de medicamentos:

Antifúngicos

Os antifúngicos são normalmente prescritos como tratamento de primeira linha. São inicialmente prescritos como tratamento intensivo durante a fase do surto, posteriormente como terapêutica de manutenção, com uma menor frequência de aplicação para prevenir o risco de recorrência tanto quanto possível.

Atuam localmente reduzindo a concentração de fungos Malassezia nas lesões. Há dois tipos principais de agentes antifúngicos:
  • imidazóis (incluindo cetoconazol)
  • e piridonas (incluindo ciclopirox olamina).
O sulfureto de selénio pode também ser usado para tratar a dermatite seborreica no couro cabeludo devido ao seu efeito sobre os fungos.

Corticosteroides tópicos

Os corticosteroides tópicos são cremes à base de cortisona, utilizados pela sua ação anti-inflamatória sobre a pele. São aplicados numa camada fina, com uma leve massagem para facilitar a absorção.

São muitas vezes prescritos juntamente com um tratamento antifúngico. Durante um curto período de tempo, ajudar a aliviar a inflamação, a vermelhidão e o prurido.

Gluconato

O gluconato de lítio é também indicado no tratamento da dermatite seborreica no rosto. É prescrito pela sua ação anti-inflamatória, mas também atua sobre os fungos do género Malassezia.

A utilização de dermocosméticos como adjuvantes da medicação

Além dos tratamentos farmacológicos para a dermatite seborreica, há muitos produtos de dermocosmética disponíveis nas farmácias. Podem ser recomendados pelo seu médico isoladamente, mas também como adjuvantes ou seguimento do tratamento médico.
Há vários tipos diferentes:
  • Cosméticos antifúngicos: alguns produtos contêm as mesmas moléculas que os medicamentos, mas em menores quantidades (gluconato de lítio, sulfureto de selénio), enquanto outros contêm novos ingredientes, como zinco, piroctona olamina ou climbazol.
  • Os agentes queratolíticos facilitam a remoção das escamas sobre a superfície da pele (alcatrão, ácido salicílico, keluamida, ácidos de fruta, ácido glicólico).
  • Ingredientes ativos calmantes para reduzir o prurido e acalmar a pele.

Algumas dicas para o dia a dia

Como adjuvantes do tratamento médico ou dermocosmético prescrito pelo seu médico, e com o intuito de potenciar a sua eficácia e melhorar o estado da sua pele, é recomendada a adoção no seu dia a dia de algumas práticas simples de higiene.

É aconselhável:
  • Evitar coçar as escamas, pois pode provocar inflamação da pele,
  • Mas também seguir e cumprir as recomendações de utilização dos produtos (como a duração, quantidade e frequência da aplicação).

Nossas rotinas de cuidado

 
A minha rotina anti-vermelhidão e descamação para rosto e corpo (DS)

Ação calmante na pele irritada com prurido

Teste esta rotina A minha rotina anti-vermelhidão e descamação para rosto e corpo (DS) > Ver a minha rotina

 
A minha rotina anticaspa DS

Ação em placas de caspa oleosa com vermelhidão e prurido

Teste esta rotina A minha rotina anticaspa DS > Ver a minha rotina
Ver todas as rotinas de cuidados