Os cuidados dermatológicos que melhoram o seu dia a dia

Calvície: uma queda de cabelo que torna o couro cabeludo visível

A alopécia androgenética é um dos tipos de queda de cabelo. No homem, sua forma mais avançada, a mais corrente, é a calvície. Esta queda de cabelo deixa zonas a nu em alguns lugares e assim uma forte exposição dessas zonas.

Queda de cabelo e calvície: como fazer a diferença?

Queda de cabelo e os sintomas da alopécia

Existem duas grandes famílias de quedas de cabelo: ocasional e crónica, no âmbito das quais observa-se vários tipos de quedas às vezes muito diferentes de uma pessoa a outra. A queda de cabelo sazonal ocasional provoca por exemplo uma perda de cabelo em punhados na chegada do outono e da primavera. Esta queda de cabelo pode perfeitamente ser tratada com uma higiene de vida adaptada e uma rotina de cuidados capilares específicos.

Calvície, um fenómeno à parte

Outras quedas podem ser, em compensação, mais difíceis de tratar. Por isso é preciso cuidar delas o mais cedo possível a fim de conter a queda e preservar os cabelos restantes. É o caso da calvície que se caracteriza pela ausência de cabelo, devida à queda androgenética. Trata-se do estágio mais avançado que afeta os homens. Em causa: um mecanismo de ocorrência hormonal, implicando os receptores de andrógenos presentes na papila dérmica. O ciclo capilar é então modificado: o crescimento do cabelo é acelerado, cresce cada vez mais fino até parar de crescer definitivamente.

Calvície: por que o couro cabeludo se torna sensível?

Para além dos sintomas da alopécia, esta é a questão que não se deve deixar de lado. E com razão! O estado visível dos cabelos é o reflexo direto da saúde do seu couro cabeludo. Em outras palavras, cabelos fortes e brilhantes dependem, obrigatoriamente, de um couro cabeludo sadio. Este terreno fértil para o bom crescimento dos cabelos é forçosamente impactado em caso de queda capilar. Queda de cabelo passageira ou crónica, antes que os cabelos caiam, o couro cabeludo torna-se mais sensível, propício nomeadamente às pequenas comichões e irritações. No caso de uma calvície, que deixa uma parte do crânio desguarnecida, o couro cabeludo torna-se inclusive frágil face às agressões do dia a dia. Como as mãos e o rosto, ele é mais exposto às escaldões e à poluição que podem causar verdadeiros danos à pele. Ele deve então ser protegido.