Qual é o tratamento para a dermatite seborreica?

Quando o(a) médico(a) determina que V. tem dermatite seborreica, ele(ela)escolherá o tratamento mais adequado conforme o estágio e localização da doença. Os profissionais da saúde dispõem de um arsenal de tratamentos, incluindo medicamentos que podem exigir receita médica, além de produtos dermocosméticos.

Como tratar a dermatite seborreica, doença crônica?

O tratamento da dermatite seborreica visa três objetivos:
  • Reduzir o número de leveduras do gênero Malassezia presentes na pele
  • Combater a inflamação
  • Combater a secreção excessiva de sebum

Todos os tratamentos para a dermatite seborreica são muito eficazes contra os sintomas, ou seja, durante as fases de surto. Na verdade, atualmente não há um tratamento que permita curar definitivamente a dermatite seborreica. Por ser uma patologia crônica e recorrente, as recaídas são quase sistemáticas, e devemos recorrer aos tratamentos sempre que for necessário.

A cronicidade da dermatite seborreica exige que o paciente aprenda e aceite conviver com ela. Conhecer a doença, reconhecer os sintomas, compreender e seguir o plano terapêutico recomendado pelo(a) médico(a) não é fácil, mas é a chave para um tratamento ótimo.

Existem várias alternativas para tratar a dermatite seborreica. Quando se usa um medicamento, é importante que haja um acompanhamento dermocosmético para evitar possíveis recaídas precoces.
Muitas vezes, os produtos dermocosméticos são suficientes, dependendo da gravidade da doença e sua localização.

Vários tratamentos disponíveis

Há várias maneiras de tratar a dermatite seborreica dependendo da localização da doença e sua gravidade. Os tratamentos da dermatite seborreica podem ter diferentes formas e sua aplicação depende da localização dos sintomas:

Quais medicamentos usar em caso de dermatite seborreica?

Entre os tratamentos disponíveis há várias famílias de medicamentos:

Os antifúngicos

Os antifúngicos costumam ser receitados como medicamento de primeira linha. Inicialmente são usados como tratamento de ataque durante a fase de surgimento e, em seguida, como tratamento de manutenção, com frequências de aplicação reduzidas para limitar ao máximo o risco de recorrência.

Agem localmente reduzindo a concentração de leveduras do gênero Malassezia nas lesões. São duas categorias principais de antifúngicos:
  • os imidazois (entre os quais está o cetoconazol)
  • e as piridonas (entre as quais está a ciclopiroxolamina).
  • Também pode ser usado o sulfato de selênio para tratar a dermatite seborreica do couro cabeludo por sua ação sobre as leveduras.

Os dermocorticoides

Os dermocorticoides ou corticoides tópicos são cremes à base de cortisona usados por suas propriedades anti-inflamatórias na pele. São aplicados em fina camada, com leve massagem para facilitar sua absorção.

Frequentemente são receitados como complemento de um tratamento antifúngico. Rapidamente acalmam a inflamação e a vermelhidão, e conseguem reduzir a coceira.

O gluconato

O gluconato de lítio também está indicado para tratar a dermatite seborreica da face. É receitado por ter ação anti-inflamatória, e também é conhecido por ter uma ação sobre leveduras do gênero Malassezia.

A aplicação de cuidados dermocosméticos como complemento dos medicamentos

Em termos dos medicamentos contra a dermatite seborreica, existem muitos produtos dermocosméticos disponíveis nas farmácias. Podem ser recomendados por médico(a) como monoterapia mas também como complemento ou substitutos de um tratamento médico.

Temos diferentes tipos:
  • Os cosméticos antifúngicos: contêm as mesmas moléculas que os medicamentos, mas em menor quantidade (gluconato de lítio, sulfeto de selênio), e outros, contêm novos ingredientes como zinco, piroctona olamina ou climbazol.
  • Os agentes queratolíticos: facilitam a eliminação das escamas na superfície (alcatrão, ácido salicílico, keluamida, ácidos frutais e ácido glicólico).
  • Los que que contêm ativos calmantes: para atenuar a coceira e aliviar a pele.

Alguns conselhos para aplicar no dia a dia

Além do tratamento médico ou dermocosmético recomendado pelo(a) médico(a), para otimizar a eficácia e o estado da pele, convém adotar algumas recomendações para a higiene diária.

Recomenda-se:
  • Evitar raspar as escamas, pois esse ato pode prolongar a inflamação da pele.
  • Seguir e respeitar as recomendações de uso dos produtos (como duração, quantidade e frequência de aplicação).

Nossas rotinas de cuidado

 
Minha rotina anti-caspa DS

Ação contra placas de caspa oleosa com vermelhidão e coceira

Teste esta rotina Minha rotina anti-caspa DS > Ver a minha rotina
Ver todas as rotinas de cuidados