Crosta láctea no rosto

A crosta láctea no bebé é uma patologia muito frequente. Afeta sobretudo o couro cabeludo, mas pode também surgir nas sobrancelhas e em determinadas pregas cutâneas.

O que é a crosta láctea no rosto?

As pessoas que veem o seu rosto afetado por esta doença de pele querem saber tudo o que puderem sobre ela para conseguirem resolvê-la o mais depressa possível. Para compreender totalmente o envolvimento do rosto e a forma de o tratar, é necessário distinguir entre dois tipos de crosta láctea, a que afeta o rosto do adulto e a que afeta o rosto do bebé.

Por um lado, a crosta láctea no rosto do bebé:

Trata-se, na maioria dos casos, do alastramento da crosta láctea presente nas sobrancelhas e no cabelo. A crosta láctea não é uma doença grave, mas alguns pais consideram-na inestética e desagradável.
O seu tratamento é simples e consiste no uso dos produtos de cuidado da pele recomendados pelo médico do bebé ou pelo seu farmacêutico, que possibilitarão uma eliminação progressiva das crostas.

E, por outro lado, a crosta láctea no rosto do adulto:

Esta patologia não existe dessa forma. Em adultos, aquilo que parece crosta láctea é na realidade uma doença da pele ligeira denominada dermatite seborreica.
A dermatite seborreica é uma patologia que afeta 3% da população, maioritariamente adultos. Ao contrário da crosta láctea no bebé, trata-se de uma doença crónica que progride em surtos.
Caracteriza-se pela presença de escamas oleosas, e por vezes crostosas, que originam prurido no rosto. Naturalmente, a extensão e a topografia, ou seja, a localização das lesões, varia dependendo do doente e do surto, mas surgem em particular no sulco nasolabial e nas narinas.
Na maior parte das vezes, as lesões são simétricas. Nas formas graves, estas lesões podem ter um aspeto eritematoescamoso, ou seja, uma placa vermelha inflamatória com escamas oleosas e, por vezes, com crostas.

Até à data, não há cura para a dermatite seborreica. No entanto, é possível atuar sobre os sintomas e aumentar o intervalo de tempo entre os surtos.
O tratamento sintomático da dermatite seborreica no rosto consiste na aplicação de um tratamento antimicótico para combater a proliferação do fungo envolvido na doença.
Se observar quaisquer destes sintomas, consulte o seu médico ou dermatologista para receber o tratamento adequado.