Os cuidados dermatológicos que melhoram o seu dia a dia

Os fatores genéticos, causa psoríase?

Quando se tem psoríase, procura-se muitas vezes as causas ou as origens da doença em si e em torno de si. A psoríase tem sem dúvida uma origem genética, pois cerca de 30% das pessoas atingidas têm antecedentes familiares de psoríase.

Psoríase: uma doença complexa e multifatorial

Mas este número não atinge 100%, de modo que a psoríase nem sempre é uma simples doença hereditária, nem sempre é um simples “caso de família”. De fato, não existe um único e exclusivo gene responsável pela doença, é mais uma associação de vários genes ditos de predisposição que se combinam a certos fatores ambientais como o clima, o stress, o modo de vida, para provocar o aparecimento ou não das lesões cutâneas e/ou articulares. É importante lembrar que a psoríase é uma doença complexa e multifatorial. O rancor, a vergonha ou ainda a culpabilidade são sentimentos que podemos facilmente sentir em caso de psoríase, mas não devem impedir de viver! A única coisa a fazer é procurar fazer o melhor, seguir bem o seu tratamento, evitar ao máximo os fatores desencadeantes e cuidar de sua pele no dia a dia.  

A psoríase pode ser transmitida às crianças?

Uma pergunta recorrente relativamente à origem da psoríase é : já que a psoríase tem um componente genético e hereditário, irei transmitir a doença aos meus filhos? É uma verdadeira angústia sobretudo quando a doença é mal vivida, muito visível e/ou muito dolorosa. Existem números disponíveis sobre a transmissão da psoríase:
  • se um dos dois pais é afetado pela doença, a criança tem cerca de 15% de risco de desenvolvê-la;
  • se os dois pais são afetados, o risco atinge 40%.
É Impossível dizer com antecedência se vai haver ou não uma transmissão. Assim, se a doença passar para os filhos, os pais já atingidos são sem dúvida os mais bem preparados para ajudar a criança ou o adolescente a gerir a psoríase, talvez de forma mais eficaz do que para eles próprios, procurando, evitar a superproteção e deixando que  tomem iniciativas. 

Nossas rotinas de cuidado

 
A minha rotina anticaspa P.S.O

Ação em placas de caspa seca com vermelhidão e prurido

Teste esta rotina A minha rotina anticaspa P.S.O > Ver a minha rotina

 
A minha rotina anti-películas P.S.O

Ação no couro cabeludo com tendência a psoríase

Teste esta rotina A minha rotina anti-películas P.S.O > Ver a minha rotina
Ver todas as rotinas de cuidados