Tratamentos farmacológicos para combater a dermatite seborreica

As opções terapêuticas disponíveis para tratar a dermatite seborreica são extremamente abrangentes, pois trata-se de uma doença de origem multifatorial. Independentemente do tratamento realizado, infelizmente nunca será curativo, ocorrendo recaídas em intervalos de tempo variáveis dependendo do tratamento.

Tratamentos farmacológicos e dermatite seborreica

Entre os medicamentos indicados para a dermatite seborreica, os tratamentos antifúngicos tópicos são os mais frequentemente utilizados e prescritos. Há várias moléculas com eficácia comprovada, por isso vejamos algumas delas em conjunto:

Cetoconazol(1,2,3):

É um dos mais antigos tratamentos para a dermatite seborreica. Atua modificando a parede dos fungos (incluindo dos do género Malassezia, envolvidos na dermatite seborreica) e tem uma ação anti-inflamatória. Está disponível em champô ou creme e é parcialmente comparticipado pelo sistema de segurança social francês.
  • Na forma de apresentação em champô, encontra-se no mercado sob diversos nomes comerciais. Deve ser aplicado duas vezes por semana, durante duas a quatro semanas. Por vezes, podem ocorrer efeitos adversos com este tratamento, como irritação, prurido (ou comichão), eczema de contacto ou, ainda mais raramente, alteração da cor do cabelo grisalho ou pintado.
     
  • Na forma de apresentação em creme deve ser utilizado uma a duas vezes por dia, durante a fase do surto. É aconselhável continuar o tratamento durante mais dois ou três dias após o desaparecimento dos sintomas. O efeitos secundários são iguais aos observados com a forma de apresentação em champô.

Ciclopirox olamina(4.5):

O ciclopirox olamina tem uma ação antifúngica, o que significa que atua contra os fungos do género Malassezia, mas é também anti-inflamatório. O champô é aplicado duas ou três vezes por semana, durante quatro semanas.
Foi ocasionalmente observado eczema de contacto como efeito secundário.

Sulfureto de selénio(6):

O champô à base de sulfureto de selénio atua reduzindo a proliferação das células e, consequentemente, das escamas, mas também atua contra a proliferação de fungos do género Malassezia.

Comparativamente ao cetoconazol, o sulfureto de selénio parece ser ligeiramente menos eficaz e menos bem tolerado, tendo como principais efeitos secundários a irritação e a secura. É aplicado duas vezes por semana durante duas semanas e posteriormente uma vez por semana.

Sais de lítio(7,8):

Os sais de lítio são indicados na dermatite seborreica no rosto. Aplicam-se localmente duas vezes por dia até ao desaparecimento dos sintomas. São conhecidos pelas suas propriedades anti-inflamatórias, antipruriginosas e antifúngicas. Comprovaram ser tão eficazes como o cetoconazol.

Corticosteroides tópicos(9,10,11):

Os corticosteroides tópicos podem ser prescritos em casos de dermatite seborreica no rosto. Proporcionam essencialmente uma diminuição da intensidade dos sintomas e são utilizados por períodos de curta duração em associação com um agente antifúngico. Devem ser aplicados sobre as lesões uma vez por dia.

Nas formas mais graves da doença e em caso de insucesso do tratamento tópico, o seu médico poderá prescrever-lhe medicação oral (antifúngicos orais, etc.) ou fototerapia.

(1) Faergemann J, Borgers M, et al. A new ketocona- zole topical gel formulation in seborrhoeic dermatitis: An updated review of the mechanism. Expert Opin Pharmacother 2007;8:1365-71.
(2) Elewski BE, Abramovits W, et al. A novel foam for- mulation of ketoconazole 2% for the treatment of se- borrheic dermatitis on multiple body regions. J Drugs Dermatol 2007;6:1001-8.
(3) Elewski B, Ling MR, et al. Efficacy and safety of a new once-daily topical ketoconazole 2% gel in the treatment of seborrheic dermatitis: A phase III trial. J Drugs Dermatol 2006;5:646-50.
(4) Subissi A, Monti D, et al. Ciclopirox: Recent non- clinical and clinical data relevant to its use as a topical antimycotic agent. Drugs 2010;70:2133-52.
(5) Ratnavel RC, Squire RA, et al. Clinical efficacies of shampoos containing ciclopirox olamine (1.5%) and ketoconazole (2%) in the treatment of seborrhoeic dermatitis. J Dermatolog Treat 2007;18:88-96.
 (6) Danby FW, Maddin WS, et al. A randomized, double-blind, placebo-controlled trial of ketoconazole 2% shampoo versus selenium sulfide 2.5% shampoo in the treatment of moderate to severe dandruff. J Am Acad Dermatol 1993;29:1008-12.
(7) Dreno B, Chosidow O, et al. Lithium gluconate 8% vs ketoconazole 2% in the treatment of seborrhoeic dermatitis: A multicentre, randomized study. Br J Dermatol 2003;148:1230-6.
(8) Sparsa A, Bonnetblanc JM. Lithium. Ann Dermatol Venereol 2004;131:255-61.
(9) Rigopoulos D, Ioannides D, et al. Pimecrolimus cream 1% vs. betamethasone 17-valerate 0.1% cream in the treatment of seborrhoeic dermatitis. A randomized open-label clinical trial. Br J Dermatol 2004;151:1071-5.
(10) Freeman S, Howard A, et al. Efficacy, cutaneous tolerance and cosmetic acceptability of desonide 0.05% lotion (Desowen) versus vehicle in the short-term treatment of facial atopic or seborrhoeic dermatitis. Australas J Dermatol 2002;43:186-9.
(11) Saurat, JH, Lachapelle JM, et al. Dermatologie et infection sexuellement transmissibles. 5e édition. Paris: Masson, 2009;22:1039.

Nossas rotinas de cuidado

 
A minha rotina anticaspa DS

Ação contra a caspa oleosa associada ao prurido

Teste esta rotina A minha rotina anticaspa DS > Ver a minha rotina

 
A minha rotina anti-vermelhidão e escamas para rosto e corpo (DS)

Ação calmante sobre pele irritada e a descamar

Teste esta rotina A minha rotina anti-vermelhidão e escamas para rosto e corpo (DS) > Ver a minha rotina
Ver todas as rotinas de cuidados