A dermatite seborreica e a alimentação

Até à data, a ligação entre a alimentação e a dermatite seborreica não foi claramente estabelecida. O fungo do género Malassezia, que está naturalmente presente na superfície da pele e do couro cabeludo, é parte integrante da flora comensal e independente de qualquer dieta.

Adotar uma dieta saudável

No entanto, foi demonstrado que a adoção de uma dieta saudável está longe de ser inútil no apoio à luta contra a dermatite seborreica, podendo ajudar a prevenir o agravamento dos sintomas da dermatite seborreica(1). A experiência partilhada por doentes com dermatite seborreica que alteraram a sua dieta confirma que essa alteração revelou ter um impacto positivo na doença(1).

Mas, afinal, como é a dieta adequada à dermatite seborreica? Que alimentos devem ser privilegiados e quais devem ser evitados? Às vezes, pode ser difícil orientar o seu regime alimentar!

Uma dieta equilibrada fornecerá as vitaminas necessárias:
  • vitamina A, presente na manteiga, no fígado, nos ovos;
  • vitamina C, presente na fruta (morangos, citrinos, melão, etc.) e nos vegetais (pimento, couve-flor, etc.);
  • e vitamina E, que se pode encontrar nas gorduras (óleo de girassol, azeite, óleo de amendoim, etc.), nas amêndoas, nas avelãs, no abacate, etc.;
  • quanto aos ómegas 3 e 6, estão presentes em peixes gordos e gorduras (óleo de colza, azeite, etc.).

É também importante adotar uma dieta equilibrada em proteínas, ferro e ácidos gordos essenciais para assegurar um bom funcionamento do metabolismo.

Deverá também reduzir a ingestão de determinados alimentos, como as gorduras saturadas (natas, etc.) e os açúcares de absorção rápida (doces, bolos, etc.).

Por fim, sempre que possível, opte por refeições caseiras em vez de alimentos processados. Os alimentos processados contêm com frequência quantidades elevadas de sal e/ou açúcar.

Dieta, sono, produtos cosméticos, etc.

Além da dieta, que pode ter impacto na pele e na dermatite seborreica, um estilo de vida saudável é, regra geral, essencial para uma boa saúde da pele. A falta de sono, a utilização de cosméticos inadequados e a exposição excessiva aos raios UV são fatores que podem prejudicar a pele.

A exposição a determinadas toxinas, como o tabaco e o álcool, é também desaconselhada, pois pode originar surtos de dermatite seborreica. Se for muito dependente dessas substâncias, não hesite em abordar este assunto com o seu médico. Com a sua orientação e o seu apoio, conseguirá ultrapassar este processo.

 (1) Sarah B, Crystal H,. Possible Nutrient Mediators in Psoriasis and seborrheic dermatitis. World Review of Nutrition and Dietetics. (1988), 22, pp. 153–164.

Nossas rotinas de cuidado

 
A minha rotina anti-vermelhidão e escamas para rosto e corpo (DS)

Ação calmante sobre pele irritada e a descamar

Teste esta rotina A minha rotina anti-vermelhidão e escamas para rosto e corpo (DS) > Ver a minha rotina

 
A minha rotina anticaspa DS

Ação contra a caspa oleosa associada ao prurido

Teste esta rotina A minha rotina anticaspa DS > Ver a minha rotina
Ver todas as rotinas de cuidados