Dermatite seborreica e sebo

O sebo é uma substância produzida pelas glândulas sebáceas e encontra-se na superfície da pele, sendo essencial para o seu funcionamento adequado.

Qual é o papel que o sebo desempenha na pele?

A epiderme está protegida por uma película, denominada filme hidrolipídico, que reveste toda a superfície da pele e é composta por sebo, água e suor.
  • O sebo desempenha diversos papéis essenciais(1):
  • Protege a pele das agressões externas.
  • Previne a desidratação cutânea ao reter a água na pele.
  • Assegura a suavidade da pele.
  • Participa no equilíbrio do microbioma cutâneo.

De onde vem o sebo?

O sebo é produzido pela glândula sebácea. Esta glândula está sempre associada a um folículo piloso, comumente conhecido por pelo ou cabelo. Este folículo emerge na superfície da pele para libertar o sebo produzido.
A glândula sebácea é responsável pela regulação da produção de sebo.

As glândulas sebáceas estão presentes em todo o corpo, salvo nas palmas das mãos e nas solas dos pés, estando presentes em maior número em zonas específicas (no rosto, especialmente na zona T, no couro cabeludo, no peito, nas costas). Estas zonas são conhecidas como áreas “oleosas”.

O sebo, o fungo Malassezia e a dermatite seborreica

O sebo é uma substância lipídica de cor amarelada. Tem uma textura oleosa. Constitui um verdadeiro ecossistema e permite a multiplicação de uma flora comensal residente (microrganismos naturalmente presentes na superfície da pele e nas mucosas). Estes microrganismos são saprófitos, ou seja, vive na nossa pele sem serem patogénicos ou prejudiciais para o nosso organismo. Incluem bactérias, como os estafilococos, e fungos, como os do género Malassezia.

O impacto do excesso de sebo na dermatite seborreica

O excesso de sebo está uma das causas da dermatite seborreica. Em quantidades excessivas, como acontece nas chamadas áreas “oleosas”, constitui ambiente propício ao desenvolvimento de fungos do género Malassezia, naturalmente presentes na superfície da pele.

Este fungo, quando está presente em proporções elevadas, pode, juntamente com ou influenciado por outros fatores, desencadear uma resposta inflamatória específica. Isto resulta em vermelhidão e na renovação acelerada das células do couro cabeludo e da pele, levando à formação de pequenas escamas brancas ou amareladas sobre a superfície da pele: trata-se de um surto de dermatite seborreica.

Portanto há uma ligação real entre o desenvolvimento de dermatite seborreica e o sebo.

(1) Dermato-info.fr, French dermatology society

Nossas rotinas de cuidado

 
A minha rotina anticaspa DS

Ação contra a caspa oleosa associada ao prurido

Teste esta rotina A minha rotina anticaspa DS > Ver a minha rotina

 
A minha rotina anti-vermelhidão e escamas para rosto e corpo (DS)

Ação calmante sobre pele irritada e a descamar

Teste esta rotina A minha rotina anti-vermelhidão e escamas para rosto e corpo (DS) > Ver a minha rotina
Ver todas as rotinas de cuidados