Tratar a caspa leve a moderada

Há imensos tratamentos para eliminar a caspa na forma de champôs. A escolha dependerá da gravidade do problema e do tipo de couro cabeludo.

Tratar a caspa leve a moderada

Para casos de caspa leve a moderada, portanto, de descamação ligeira com inflamação reduzida, o tratamento é constituído pelo uso de um champô anticaspa adequado, que deverá ser sempre utilizado de acordo com as instruções, ou seja, sendo aplicado de forma correta e regular e ficando a atuar durante o tempo necessário.
Muitos champôs estão disponíveis sem receita médica, assim, peça conselho ao seu farmacêutico para conseguir encontrar o mais adequado para si.
Diferentes champôs anticaspa terão ações diferentes (para combater a caspa oleosa ou seca) e ingredientes diferentes (piritionato de zinco, piroctona olamina, sulfureto de selénio ou ácido salicílico). Estes ingredientes ativos permitem que o champôs atue:
  • Contra os fungos do género Malassezia envolvidos na formação de caspa.
  • Evitando a acumulação de células no couro cabeludo graças a uma ação queratolítica.
  • Contra a vermelhidão e o prurido através de uma ação anti-inflamatória.
Portanto, não pode ser utilizado o mesmo champô para tratar tipos diferentes de caspa (oleosa ou seca). O champô para a caspa oleosa é adequado para o couro cabeludo oleoso e atuará também sobre o excesso de sebo. Enquanto o champô para a caspa seca ajudará a combater a caspa proporcionando simultaneamente a hidratação de que o couro cabeludo seco e irritado precisa.

Na maior parte das vezes, o tratamento começa com uma fase "intensiva" destinada a resolver o surto de caspa, durante a qual deverá lavar o cabelo 2 a 3 vezes por semana ao longo de 2 a 4 semanas. Segue-se a fase de manutenção, que consiste no uso do mesmo champô anticaspa, mas uma vez por semana ou uma vez a cada duas semanas, alternando com um champô suave (champôs com base lavante suave de pH igual ao da pele). Estes tratamentos podem ter um efeito ressecante, denominado “efeito palha”. Se isso acontecer, terá de mudar o champô de tratamento ou de o usar menos vezes, alternando-o com um champô suave.

Além dos champôs de tratamento, há também outros produtos que têm ações adjuvantes para combater a caspa . Entre eles encontram-se loções e máscaras. Permitem potenciar a eficácia dos tratamentos e melhorar o estado do couro cabeludo.

Tratar a caspa grave e a dermatite seborreica

Em caso de descamação grave (grandes quantidades de caspa e couro cabeludo muito inflamado) e em pessoas que sofrem de dermatite seborreica no couro cabeludo (caspa oleosa em grandes quantidades com prurido e irritação intensos), são utilizados champôs "terapêuticos" , que atuam contra os fungos do género Malassezia. Geralmente contêm cetoconazol ou ciclopirox olamina. Estes tratamento da caspa podem estar sujeitos a prescrição médica e ser parcialmente comparticipados pelo SNS. São utilizados durante 4 semanas e devem posteriormente ser continuados no âmbito de um tratamento de manutenção.

Nos casos de descamação grave é importante consultar um dermatologista para estabelecer o tratamento mais eficaz. E se o tratamento não resultar, não se deixe ficar à espera, consulte-o novamente – às vezes demora a encontrar o tratamento certo.

Nossas rotinas de cuidado

 
A minha rotina anticaspa seca

Ação sobre a caspa não pegajosa: efeito "pó branco" sobre os ombros

Teste esta rotina A minha rotina anticaspa seca > Ver a minha rotina

 
A minha rotina anticaspa oleosa

Ação sobre caspa pegajosa e couro cabeludo oleoso

Teste esta rotina A minha rotina anticaspa oleosa > Ver a minha rotina
Ver todas as rotinas de cuidados